''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




sexta-feira, 30 de julho de 2010

IMAGENS DE UMA VIDA

ESTES SOU EU E MINHA
MANA.

BEM, ESTA TAMBÉM É MINHA MANA,
ELA JA FOI ASSIM UM DIA.
HOJE ESTA
LIGEIRAMENTE DIFERENTE.
MAS CONTINUA LINDA
COMO SEMPRE FOI.

MINHA MÃE, ENTRE AS CINCO IRMÃS E
UM IRMÃO, MINHA MÃE FOI SEM DÚVIDA
A MAIS LINDA. AINDA É, AINDA LHE RESTAM
OS TRAÇOS DESTA JUVENTUDE EM SEU ROSTO
DE QUASE 88 ANOS DE IDADE.
SUA MEMÓRIA ESTA INDO EMBORA, MAS OS
TRAÇOS LEVARÁ CONSIGO UM DIA.
MEU PAIZÃO SEMPRE FOI
UM GALÃ DE CINEMA.
AQUI NA FOTO, TOMANDO UM CHOPINHO
NO RIO DE JANEIRO EM 1960 PARECE
UM POUCO COM JACK NICHOLSON, SEMPRE
O ACHEI PARECIDO COM ELE.

E NESTA FOTO DE 1969, ELE
ESTA CHEGANDO EM CASA SENDO
RECEBIDO PELO SEU MELHOR AMIGO
O RUBI, O PEQUENO PEQUINES QUE
ELE ADORAVA E O AMOR ERA MUTUO.
MEU PAI NAQUELES ANOS ERA VIGIA NOTURNO,
GUARDIÃO NA EMPRESA TRIVELATO.
HOJE ESTA EMPRESA NÃO EXISTE MAIS, EU
COSTUMAVA AOS DOMINGOS LEVAR SEU ALMOÇO
E FICAVA HORAS BRINCANDO NOS CAMINHÕES
DA EMPRESA E EM JULHO EU E MEU PAI
FICAVAMOS OLHANDO BALÕES NO CÉU, LOUCOS
PARA QUE UM CAISSE DENTRO DOS PORTÕES DA
EMPRESA PARA QUE PUDESSEMOS PEGÁ-LO.
UM DIA FOMOS RECOMPESSADOS, CAIU UM
ENORME E MEU PAI CONSEGUI PEGAR ELE PARA MIM.

ESTE É O BALÃO, MEU DEUS, QUE SAUDADES DESTA
MARAVILHOSA ÉPOCA E DO MEU PAI AMIGÃO.

ELE FALECEU NO ANO DESTA FOTO,
EM 1996. MAS CONTINUA VIVO EM
NOSSOS CORAÇÕES.
Siegmar

3 comentários:

  1. Muito lindas as reminiscências que você faz. De sua mãe eu praticamente não lembro, nem de sua irmã, mas dá para ver que eram e ainda são lindas. Lembro muito bem de seu pai. Todos os dias eu batia um papo com ele na frente de sua casa, quando ia pegar o ônibus, pois o ponto era quase na frente. Ficávamos conversando até o ônibus chegar. Sinto, pois eu não soube quando ele morreu. Não pude prestar uma homenagem, afinal, éramos amigos.
    Tere.

    ResponderExcluir
  2. Mas estas coisas acontecem tão rápido mesmo Tere.
    E depois meu pai só foi velado aqui em casa algumas horas, partimos cedo com o funeral para Blumenau, muitos nem chegaram a tempo e outros
    nem ficaram sabendo logo, esquecemos de avisar muitos amigos. Invejo meu pai ter conhecido o Joaquim um pouco melhor que eu. Quando o Joaquim faleceu ele me contou que havia falecido
    o espanhol, marido da professora. Não sei se meu
    pai acabou indo ao velório do Joaquim, nunca perguntei isso a ele. E veja você, quando ele me contou do falecimento do teu marido, na época eu praticamente só conhecia voce de vista.
    Creio que assim são as coisas e assim é a vida,
    talvez hoje não fossemos amigos se tivessemos sido naquele tempo.
    Em resumo, de alguma maneira a vida de todos se cruzaram um dia e isso não deixa de ser maravilhoso.
    Sieg

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde, Mano... E coloque S A U D A D E S nisso! Olhando essas fotos agora, a gente percebe o quanto a nossa vida é efêmera... Tudo parece que foi ontem e no entanto já se passaram 60 anos pra mim...
    "Queria tanto poder recomeçar essa vida toda, mas, com a mente e coração de agora!" Do contrário cometaríamos as mesmas burrices... rsrsrs
    Porém, valeu tudo! Tivemos muitos momentos ruins, mais ruins do que bons, você sabe... Mas se não tivesse sido assim, não teríamos conhecido tantas pessoas legais; pessoas estas que fazem parte da nossa vida hoje e que são nossas bençãos!
    Obrigada pelo carinho, Mana

    ResponderExcluir