''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




quarta-feira, 18 de agosto de 2010

BONNIE


Xikita, Tikinha e Kika
foi assim que começou minha vida de protetor e, com

Bonnie termino minha jornada.
Bonnie foi com certeza a última cadela
que adotei. Depois de Bonnie,continuarei sim
ajudando animais quando for preciso, mas não mais
irei adotar nenhum.

Bonnie foi abandonada há dois meses atras, do
outro lado da rua em frente a minha casa.
Comecei a lhe levar comida e agua. Suspeitei que ela
estava entrando no cio. Estava certo.
Algumas noites depois fui acordado com briga de cães.

Levantei, ja era de madrugada e a recolhi.Estava rodeada
de cães e sabemos como a história iria terminar.

Bonnie é muito bonita,muito brincalhona e alegre.
Pensei em doá-la no começo,mas Bonnie requer cuidados
especiais. Tenho certeza que ela era espancada em seu
antigo lugar de moradia. Seu medo diante de vassouras e rodos
é enorme. Minhas ocasionais broncas com os outros a deixam
muito assustada, ela procura se esconder e treme muito.
Típico de um cão que vivia sob forte ameaça de agressões.
Assim, resolvi ficar com Bonnie, ao menos aqui estará
segura e longe de ser espancada ou maltratada novamente.

Cascatinha e Gracioso se tornaram seus brinquedos
prediletos, os dois sofrem com suas perseguições, mas
não a temem, pois percebem que ela apenas quer brincar e
acabam realmente cooperando com ela.

Mas Bonnie realmente foi a última.
Eu mesmo estou ficando velho e os cuidados com esta
turminha exigem tempo, dinheiro e força física para
manter tudo em ordem.
Não posso mais recolher animais. Não quero transformar
e nem vou transformar isto aqui, em um depósito de animais
vivos.
Eles precisam de atenção e carinho, fora uma boa alimentação
e cuidados quando ficam doentes.
O espaço físico aqui de casa já esta no limite para
fornecer a eles todos uma vida digna.

Penso em mim, penso em minha família,
penso no futuro deles. Estou eu mesmo sujeito a
ficar doente ou morrer antes deles e aí pergunto:
O que seria deles?
Quem os adotaria, com tantos ja abandonados esperando
serem adotados e receber carinho e um lar?
Não é justo com eles nem com minha família, nunca quero
deixar que isto aconteça.
Assim, com Bonnie, termino o que começou com a minha
velha Xikita, que um dia encontrei num saco de lixo.
Continuarei sim, como disse acima, ajudando, castrando,
e curando animais quando vejo que posso fazer algo.
Apenas não posso mais, nem irei recolher mais nenhum.
Isto não mais seria justo, nem com meus animais, nem
com minha família e muito menos comigo.
Minha nova maneira de ajudar será; ver o que posso fazer,
procurar um destino para o animal,
tentar encontrar um novo lar para ele e, só então realmente
agir.
Assim foi com o Simba, que agora é feliz em sua nova casa e
ganhou o nome de Rex.
Assim foi com a Fléki, a Mila e a Moli, que receberam um novo
lar e carinho.
Não posso salvar a todos, já salvei muitos e estarei sempre
tentando fazer mais. Apenas espero que outras pessoas começem
a fazer um pouco a sua parte.
Um pouco de caridade para com os animais será igualmente
reconhecido pelo nosso bom Deus.
Como cristãos que dizemos ser, devemos para nosso
Deus demonstrar respeito e amor para com Suas pequenas criaturas.
(Siegmar)

Um comentário:

  1. Sinceramente não sei o que dizer, mas acho que você tem razão. Nós não podemos ultrapassar nossos limites e Deus sabem muito bem que você está ultrapassando os seus. Eu o admiro muito pelo que faz, mas sei que chega uma hora em devemos dar uma parada.
    Tere

    ResponderExcluir