''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




domingo, 8 de agosto de 2010

KAROL E PELÉ / ROMEU E JULIETA VERSÃO CANINA


Estes são Karol e Pelé, ele o gorducho
que esta a direita da foto, ela a meio Husky.

Pelé perambulou anos pelas ruas atras da meninas,
era magrinho naquela época, apesar disso
nunca lhe dei atenção, pois sempre me preocupei mais
em ajudar cadelas ou cães com problemas mais graves.

Até que um dia Pelé conheceu Karol. Ela foi abandonada
numa pracinha aqui perto de casa e entrou no cio.
O cio passou e todos foram embora, mas Pelé nunca mais
abandonou Karol, estavam sempre junto. Dormiam ao relento
e se aqueciam mutuamente.

Consegui convencer uma vizinha a adotar Karol e ela
aceitou, mas Pelé fixou residencia em frente a nova
casa de Karol. Aos poucos tentei convencer a senhora a
também adotar Pelé, mas ela dizia que ele era feio e
não queria.

Castramos Karol e consegui finalmente convencer a mulher
a adotar Pelé também, uma vez que ele não saia mais da frente
da casa dela mesmo.
Pelé não era feio, apenas um vira lata simpático, cheio de
marcas de briga e um pouco de sarna também. O levei a clínica
para também ser castrado.

A clínica fica praticamente no centro da cidade, perto de
onde trabalho, exatamente a cinco kilometros e meio aqui de
casa. Foi num sábado, ele seria castrado na segunda e como
não podia levá-lo na segunda, combinei com a minha amiga
veterinária a deixá-lo lá no fim de semana.

Qual não foi a minha surpresa, quando domingo bem cedo
pela manhã, dou de cara com Pelé chegando em casa
cansado e feliz.
Liguei para a veterinária, cuja casa é ao lado da clinica
e lhe contei o ocorrido, perguntando se ele havia fugido.
Ela se assustou com a notícia, pois até hoje, não sabemos
como ele conseguiu realizar a proeza de fugir da clínica.
O muro é alto e as grades são estreitas, caso tenha passado
pelo quintal da casa da veterinária, teria sido atacado
pelos cães do local. Ele de alguma maneira conseguiu
se orientar no caminho de volta, atravessando ruas super
movimentadas e deve ter caminhado algumas horas.
Enfim, um mistério para nós até hoje, tudo pelo amor
de sua Julieta. Até tinha pensado em mudar seus nomes,
mas como já estavam acostumados, fico Pelé e Karol mesmo.

Mas continuam sempre juntos, quando vou passear e os solto,
eles sempre procuram ficar pertos um do outro.
Creio que existe algo de secreto e belo também entre o
relacionamento dos animais.

Isso foi a quatro anos atras, atualmente a senhora
que adotou os dois se mudou e Pelé e Karol vieram a
tres anos morar comigo.
Pelé já é bem velhinho, deve ter uns 14 anos, Karol é
um pouco mais jovem, talvez tenha seus 7 anos, talvez
até menos, mas ambos estão saudáveis e feliz.
(Siegmar)

Um comentário:

  1. As fotos deles estão ótimas. Dá para ver a felicidade dos dois. O que você escreveu parece um romance. Aliás, é realmente um romance, pois depois do que vi destes dois creio que entre eles também existe amor.
    Tere

    ResponderExcluir