''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




segunda-feira, 16 de abril de 2012

PLIC E PLOC

Acordei com o choro dos filhotinhos.
Cinco horas da manhã, lá estavam eles.
Mal conseguem andar, mal conseguem se alimentar por conta própria. Ainda não desmamaram, recém abriram os pequenos olhos. Duvido que tenham completado 30 dias de vida.
Tremendo pelo frio da madrugada, se aqueciam como podiam.
Abandono e indiferença. Cansei de perguntar que espécie de gente é capaz de fazer isso. Abandonar filhotes que ainda precisariam mamar ao menos uns quinze dias.
Comeram um pouco, preciso reforçar o alimento com algum suplemento para filhotes. Irão sobreviver, terão uma vida digna, acharei um lar e irão crescer e alegrar muitas pessoas. Mas o trabalho irá continuar. Plic e Ploc não serão os últimos a serem abandonados. A história irá se repetir eternamente, ao menos enquanto
existir o que chamo de lixo humano e, infelizmente, o mundo está repleto de ignorantes.
Isso se tornou parte da minha vida. Não sei dizer se Deus dá a cada um de nós uma missão, nem sei dizer se esta é a minha. Mas enquanto tiver forças, farei disso a minha missão. Salvar estas pequenas vidas se tornou parte da minha existência. Algumas vezes me faltam recursos, me endivido, mas sigo lutando, não consigo fechar meus olhos e dizer que isto não é um problema meu, seria fácil fazer isso, mas meu coração não permite.
Não sou o único, dezenas de outros amigos abraçaram a mesma causa, mas somos poucos e algumas vezes imagino o que irá acontecer quando estes poucos deixarem de existir.
Sim, isto tudo é o que acontece na caminhada que chamamos de vida. Alguns cuidam de crianças abandonadas, outros lutam por seus ideais, outros não fazem nada, alguns protegem e resgatam animais.
Sou do último grupo. estou vivo, posso fazer alguma coisa, mínima que seja, mas posso fazer.
Minhas postagens estão diminuindo, estou me dedicando mais aos meus pequenos amigos, assim, não estranhem, mas podem saber que estou ocupado com a vida que me cerca.
Estou envelhecendo, os dias se tornam mais e mais curtos, mas tenho a certeza de que tudo não foi em vão.
Tudo aquilo que nós fazemos por amor, nunca será em vão.
Siegmar
P/S - A pequena Joaninha resolveu adotar os dois meninos. Apesar de não ter nem cinco meses ainda, Joaninha parece entender o que aconteceu com os pequenos., afinal, ela foi abandonada da mesma forma com suas duas irmãs. Joaninha fica ao redor deles como se cuidando, os aquecendo e os admirando.
Os outros cães mais velhos aqui de casa da mesma forma os receberam. Eles sabem, eles sentem a maldade que foi feita. Cães sabem, eles sempre sabem.
Siegmar

Nenhum comentário:

Postar um comentário