''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




sábado, 7 de janeiro de 2012

CAMINHANDO POR CURITIBA / CABRAL

 Seguindo pela Avenida João Gualberto em direção ao Norte, chega-se ao Cabral, bairro vizinho do Juvevê e também do Hugo Langue, Bacacheri, Boa Vista e Ahú.
O bairro, a 3,3 km do Marco Zero no Centro, seguiu a mesma linha de desenvolvimento do Juvevê a partir da implantação da Estrutural Norte e dos eixos de transporte urbano na década de 70. As vias principais atraíram empreendimentos residenciais de porte, comércio e serviços de todos os gêneros. Vale lembrar que o bairro abriga um dos grandes terminais de transporte público da cidade, o Terminal Cabral.
A história de Curitiba revela que o bairro ganhou esse nome graças à família França, que no século XIX doou o terreno onde foi erguida a Igreja do Cabral, uma das referências da região.
 A Igreja do Cabral tornou-se pólo de todos os acontecimentos importantes do bairro a partir dos anos 1900. Grandes festividades da comunidade aconteciam na igreja e em torno dela. Na década de 40, com a fundação do Graciosa Country Club – o mais exclusivo clube da cidade – o bairro ganhou ainda mais importância entre as famílias tradicionais de Curitiba.
Outros marcos do bairro são o campus do curso de Agronomia da Universidade Federal do Paraná e o prédio do Ippuc (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba), instalado em 1974.
O Cabral, com 2,04 km2, conta hoje com população de cerca de 12 mil pessoas. Seus moradores são bem servidos: há mais de 200 pontos de comércio e outros 400 de serviços, três praças, supermercados e escolas, além de possuir edifícios residenciais de bom padrão e muitas residências.
Abaixo algumas imagens da Avenida João Gualberto.
Siegmar



Um comentário:

  1. Estas postagens são lindas. Fico com inveja, mas no bom sentido da palavra.

    ResponderExcluir