''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




domingo, 15 de janeiro de 2012

O DOMINGO DAS TRÊS JOANINHAS



















Estas são as três Joaninhas. Foram abandonadas hoje pela manhã perto de onde eu moro. Assustadas e confusas, como ficam todos os pequenos filhotes abandonados.
Não tive dúvidas, primeiro as levei para casa, lhes dei comida e água e as apresentei para a minha grande família canina.
Aqui estão recebendo as boas vindas de Panda e Baby. Para eles foi uma festa e para as pequenas tudo parecia novidade.
Os mais velhos aqui de casa não ligam muito para filhotes, mas os mais novos, que ainda são filhotes de alguma forma, sempre se alegram quando surge uma novidade como esta.
Especialmente três de uma só vez.
Se cães tem memória, e eles tem, podem apostar, Panda deve ter se lembrado de seus pequenos irmãos, que um dia foram abandonados juntamente com ela. Consegui doar os outros, eram seis no total, mas Panda voltou para mim. A História de Panda está neste blog também.

Gleisie é outra que adora pequenos filhotes, sempre acaba virando meio mamãe, ou babá dos pequenos.
Gleisie é especial, sofreu um bocado até eu a encontrar e resgatar.
Hoje ela é a enfermeira aqui de casa, sempre vive lambendo alguém e quando isto acontece, podem apostar que é algum machucado ou mal jeito que algum levou.
Gleisie sofreu muito quando filhote, creio que foi a mais sofrida dos filhotes que resgatei.
Mas isso é passado, hoje ela é feliz e alegre. Cuida dos outros e é muito apegada a mim.
Ritinha também gosta de filhotes.
Na verdade, todos os meus cães tratam muito bem os filhotes e mesmo alguns adultos quando estes chegam sofridos, doentes ou machucados.
Existe uma espécie de cumplicidade entre eles, como se soubessem o que esta acontecendo.
Talvez se lembrem que eles mesmos já passaram por aquilo e que isso não é bom.
Mas sabem que terão um novo amigo ou amiga para com quem brincar.





Bom, levei as três Joaninhas para a feirinha de adoção.
Duas meninas foram adotadas, uma delas em caráter de experiência para ver se irá adaptar bem com a nova companheira e com a nova vida em apartamento.
Ainda irá ficar uns dias comigo quando o pessoal que a adotou for viajar. Assim irá rever a pequena irmã que ficou comigo.


A outra pequena Joana terá a companhia de dois gatos.
O pessoal que a adotou ficou recentemente sem seu cãozinho de estimação e preferiu adotar uma filhotinha, justamente para ela se adaptar melhor com os gatos.
Estou certo que será feliz e irá gostar dos novos amigos, mesmo sendo estes felinos e não caninos.
Já a outra Joaninha voltou comigo para casa e agora dorme tranquila em meio as outras amigas aqui de casa.
Mais uma vez tudo acabou bem.
As três Joaninhas tiveram sorte.
Continuo me perguntando por que razão simplesmente abandonar, quando existem tantas feirinhas de adoção, onde todos podem ter a sorte de encontrar alguém que os ame e os queira.
Mas a estupidez e ignorância parece aumentar cada vez mais.
A indiferença e o descaso criaram raízes no coração da grande maioria das pessoas.

Siegmar

Um comentário:

  1. Elas são lindas! Como você diz, infelizmente as pessoas não se importam com os pequenos filhotes.
    Não querem ter o trabalho de levar a feirinhas e não se preocupam em castrar a cadela mãe. "Santa ignorância".

    ResponderExcluir