''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




terça-feira, 27 de outubro de 2009

AS MIL E UMA NOITES NOVA VERSÃO PUBLICADO PELO JORNAL O ESTADO DO PARANÁ NO DIA 08/07/09


A CAVERNA DO ABRE TE SÉSAMO


ALGUNS PALÁCIOS DAS MIL E UMA NOITES

As mil e uma noites

Esta na hora de alguém reescrever o famoso livro
As mil e uma noites.
Naturalmente, na versão brasileira, ele deveria se chamar
As mil e uma falcatruas de Brasília.
Ali Baba e os 40 Ladrões, um dos contos do livro, poderia
ser Lula e os 40 Corruptos. Sabemos que são mais, mas
este conto que nos fala sobre a caverna, o abre te sésamo
e o fecha te sésamo nos mostra exatamente que a caverna,
no caso, é Brasília, onde todos estão ‘’presos’’, mas não
querem mais sair, vide Sarney.
Alias, Sarney, seria outro personagem principal, com uma história
só dele: Sarney e o Congresso Maravilhoso, onde, que nem a
famosa lâmpada, basta se esfregar que tudo se realiza.
Todos devem conhecer este livro da literatura árabe, é sem
dúvida um dos melhores livros que existem, e cujos contos
nos acompanharam na infância, preparando nosso espírito
para toda essa lama atual.
As histórias deste livro estão recheadas de castelos, coisa que
não falta em Brasília atualmente; tesouros então nem se fala.
Tapetes mágicos podem ser traduzidos por aviões presidenciais
e outros, pois recentemente, parece que todos voaram as nossas
custas. Enfim, traçar um paralelo entre esta obra maravilhosa e a
atual história de Brasília não é nenhum absurdo. Tem até a
personagem principal, Sherazade, que poderia até ser interpretada
pela ministra Dilma, na versão atual do livro.
Mas As mil e uma noites foi escrito para nos entreter, nos fazer
sonhar no imaginário, enquanto que a nova versão seria escrita
para nos alertar, nos acordar, nos mostrar que, infelizmente, estamos
cercados de ‘’ladrões e corruptos’’ por todos os lados, e o mais triste
é que eles são nossos próprios governantes, justamente aqueles em
quem depositamos nossa confiança e a quem demos algo muito mais
valioso: demos a eles nossos votos.

Siegmar Metzner - Curitiba

Nenhum comentário:

Postar um comentário