''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




terça-feira, 23 de outubro de 2012

AMIGOS E INSEPARÁVEIS

Da esquerda para a direita, Plic, Baby, Fulana e Dingo. Quatro arteiros e bagunceiros.

Alguns animais jamais deveriam ser separados. O apego que uns tem por outro de sua espécie é maior em alguns animais. Parece que criam laços de amizade entre sí, uma amizade mais forte, verdadeira e eterna.

Tenho dois exemplos aqui em casa.
Reparo que, mesmo todos os meus cães convivendo pacificamente, existem alguns que criaram laços especiais entre si. Onde um se encontra, lá está o outro e vice e versa. Baby e Dingo são o primeiro exemplo. Dingo é alguns anos mais velho que Baby, mas isso parece não importar para nenhum dos dois. Sempre estão juntos, ao menos perto um do outro. Quando Dingo resolve dormir numa das casas menores, Baby se deita do lado de fora e dorme junto, mesmo que esteja chovendo, Baby parece não se importar, importa sim, estar perto do amigo.
Se caso um dia seja necessario que eles sejam adotados por outra pessoa, peço que quem adotar um, adote também ao outro, eles serão mais felizes juntos, sempre. A imagem abaixo mostra como sempre estão juntos, mesmo quando tirando uma soneca.
Outro exemplo é Plic e Fulana. Talvez por  estarem juntos desde pequenos, se acostumaram de tal maneira com a presença um do outro que, assim como Dingo e Baby, também vivem sempre um ao lado do outro.

Os dois foram abandonados com duas semana de diferença. Primeiro veio Plic e logo em seguida chegou Fulana.
Por falta de tempo não pude os levar para a feirinha de adoção e encontrar para os dois um novo lar, assim, foram crescendo e acabaram se apegando um ao outro. Pode parecer tolice para alguns, mas realmente se criou um laço de amizade mais forte entre eles do que com os outros cães entre si.
Eles, os cães, se parecem muito com os humanos em matéria de relacionamento. Assim como nós temos em nossa relações de amigos aqueles de quem gostamos mais, confiamos mais, com eles parece acontecer o mesmo. Sempre juntos, dividindo os momentos, as brincadeiras e algumas vezes, até as broncas, quando merecidas. Na imagem abaixo, a prova e o exemplo. Fulana e Plic juntos. Baby entrou na foto de metido.
Estes  pequenos amigos jamais podem ser separados. Não se pode separar o que nasceu para ficar sempre junto.
(Siegmar)

Nenhum comentário:

Postar um comentário