''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




quarta-feira, 14 de março de 2012

CAMINHANDO POR CURITIBA / PRAÇA JOÃO CÂNDIDO

O começo da Alameda Augusto Stellfeld. Uma rua central de Curitiba.
Duas quadras acima encontramos uma pequena e histórica praça.
A Praça João Cândido.
Algumas curiosidades sobre o lugar:

O belvedere da imagem abaixo,  foi construído em 1915 e já foi observatório astronômico e meteorológico, sede de uma rádio local e foi também sede da União Cívica Feminina.


Aqui, uma vista do prédio da Telepar e um trecho da Rua Jaime Reis, que logo mais adiante recebe o nome de Avenida Manoel Ribas e nos leva a Santa Felicidade, o belo bairro italiano sobre o qual já postei neste blog.

A praça abriga ainda as Ruínas de São Francisco.
As Ruínas de São Francisco de Paula
(início do século XIX) que nunca foi terminada. Diz uma lenda que o pirata Zulmiro enterrou um tesouro no local.









Arcadas de São Francisco: Praça João Cândido. Utilizadas como palco para apresentações ao ar livre.

Uma vista da cidade, a rua é a Rua Ébano Pereira.

Abaixo o Museu Paranaense. O primeiro museu do Paraná e de Curitiba, foi fundado em 1876 e passou por diversas sedes, até finalmente ter recebido sua sede permanente em 2003 no antigo prédio de 1920, que já foi o Palácio do Governo e sede do Tribunal Regional Eleitoral.
Outra vista da cidade.
E na imagem abaixo a Mesquita Árabe de Curitiba.
 A Mesquita Imam Ali Ibn Abi Tálib, templo religioso da comunidade muçulmana de Curitiba, foi inaugurada em 1972. Erguida no característico estilo arquitetônico islâmico, possui uma cúpula central, ladeada por duas torres - denominadas “minaretes” (do árabe “manar”, ou “torre”).
Isso tudo é mais um pouquinho da bela e encantadora Curitiba do meu coração.
Siegmar

Nenhum comentário:

Postar um comentário