''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




domingo, 31 de julho de 2011

AJUDE SEU FILHO A SE TORNAR FAMOSO, QUEM SABE UM WELLINGTON OU UM ANDERS DA VIDA?

Aqui vão algumas dicas para presentear seu filho e mantê-los em casa e com mente saudavel.

Dica 1 - Manhunt

Enquanto jogos como o GTA permitem um mundo de possibilidades, a única alternativa disponível para o jogador em Manhunt é matar - ou ser morto. Neste game sombrio, você pode matar usando armas, facas e - pasmem - sacolas plásticas para sufocar o inimigo. Isso sim que é ensinar as crianças a não brincar com sacolas plásticas.

Dica 2 - Night Trap

O problema do jogo Night Trap (lançado pela Sega CD) não era bem o sangue; até porque não existia nenhum. A verdade é que era um game com violência explícita e sem contexto, praticada por pessoas mal vestidas ou de lingerie. Inclusive este jogo - em conjunto com Mortal Kombat - ajudou na criação do Entertainment Software Ratings Board (ESRB), responsável pela classificação etária dos jogos.

Dica 3 - Grand Theft Auto (series)

As séries do Grand Theft Auto são um dos games mais controversos dos últimos tempos. Seja pela possibilidade de se atropelar um pedestre, atirar em pessoas nas ruas ou tentar paquerar as mulheres pelo caminho, este jogo também tem um apelo sexual que muitas vezes deixa o cenário sangrento de lado. Seria a sensualidade algo pior que a violência?

Bom, estes são apenas alguns exemplos, mas existem atualmente alguns jogos ainda mais violentos. Com absoluta certeza, qualquer psicólogo recomendaria, afinal, não pode é proibir. Proibir com certeza iria causar traumas e deformar o carater e a mente dos jovens.

Vejamos dois exemplos atuais e famosos, de jovens que tiveram a liberdade de frequentar lanhouses e jogar videos plenamente a vontade.
Creio que todos devem se lembrar de Wellington e do recente Anders, que ainda nem saiu das manchetes. Eles adoravam games deste tipo. Ambos parecem ter tido, o que um dia era chamado de FAMILIA, coisa que está se tornando rara hoje em dia.

Mas precisamos admitir, que ambos se tornaram famosos ao custo de dezenas de vidas inocentes.
Cansaram de seus games e resolveram torná-los reais. Deve ter sido porque foram muito reprimidos durante a sua curta existência. Extrema direita e bulling? Uma ova, puro e simples prazer de matar e a total ausencia de familia e conhecimento de respeito e amor a vida, a Deus e todas as formas de vida.
Os homens criam seus próprios monstros a cada dia mais. Ao invéz de criarem ensinamentos de amor e respeito, criam mais e mais violência, quanto mais sangrenta, tanto melhor. Afinal, é para os filhos dos outros, não é mesmo?






Papai e mamãe, quando ainda juntos, lógico, depois de um dia de trabalho chegam em casa e querem paz. Os filhos estão em seus quartos jogando video game? Tanto melhor, assim não é necessário nem diálogo, nem atenção. Basta não encherem o saco, que recebem o que bem quiserem.
Menos amor, atenção, sorrisos e palavras de bondade. Mamãe irá assistir a sua novela, aquela que ensina a tirar preservativos da lixeira para engravidar e papai irá assistir um futebolzinho e todos vão dormir satisfeitos. Lógico que os jovens, estes ficarão um pouco mais acordados, afinal, ainda não mataram todos os inimigos.
Quem sabe mais um pouco de prática, ou tentar aquele outro game, aquele que arranca corações e explode pessoas. Como seria isso na pratica?
Que tal se tornar o centro das atenções por um dia?
Quem sabe assim, papai e mamãe ficarão orgulhosos? Diremos que foi pela política ou qualquer outra coisa, os psicólogos explicarão melhor depois.

Pronto, agora todos já sabem como tornar seus filhos famosos. O que não pode nunca ser feito, é educar a moda antiga. Aquela de umas boas palmadas, ou chineladas, qualquer psicólogo dirá que isso é crueldade, precisamos deixar a mente dos jovens e crianças seguir suas escolhas por conta própria.
Educar a moda antiga pode destruir a mente e o caráter dos jovens.
Deus, ensinamentos religiosos, carinho, atenção e principalmente amor, isso é obsoleto. Fazendo desta forma, os psicólogos irão morrer de fome.
Não devemos mais ensinar as crianças e jovens sobre o certo e errado, deixemos que eles decidam por conta própria, e continuemos a permitir que mais e mais jogos violentos sejam criados, para acupar a mente de nossa futura geração.
(Siegmar)

Um comentário:

  1. Não pode mesmo dizer nada que contrarie os rebentos. Depois não dá para se queixar.

    ResponderExcluir