''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




sábado, 6 de agosto de 2011

E O ONTEM ERA O MUNDO MELHOR...

Quando eu era jovem, eu sonhava com um mundo melhor, agora, repentinamente,
quero voltar ao meu passado, aquele era o mundo melhor, e eu não sabia.
Brincar era correr, pular e se esconder. Amigos, um gato e um cachorrinho, e pular no
quintal do vizinho.
Eram outros tempos e agora, abrindo o grande livro em minha mente, percebo que entre o hoje e
o ontem, algo mudou bruscamente.
Me lembro que crianças não eram jogadas no lixo, animais não eram espancados e abandonados,
as guerras pareciam distantes, e acima de tudo, existia algo que era chamado de família.
Ser pobre não era vergonhoso, era ser humilde. Fome era quase uma palavra desconhecida,
violência e insegurança passavam ao longe. Hoje, nos aterrorizam e amedrontam.


Nunca entenderei porque se abandonam crianças e animais, muitas vezes simplesmente
as jogando no lixo, como se não tivessem valor algum.
São pequenas vidas inocentes, desprezadas e ignoradas.
Percebo a cada vez maior falta de sentimentos verdadeiros, percebo a frieza e indiferença
apenas aumentar, e tento em vão compreender.
Vejo aumentar os sorrisos que não são mais sorrisos, mas apenas traços automaticos,
esboços do que um dia se chamava de sorrisos.
Sinto os ligeiros e frios apertos de mão, abraços vazios e distantes.
Vejo olhares perdidos, em vão tentando algo encontrar.
Vejo aumentar a depressão, e não consigo compreender a razão.

Não compreendo porque a fé está desaparecendo. Por qual razão Deus está sendo esquecido.
Olho ao meu redor e percebo que Seus milagres continuam acontecendo. Então paro e me pergunto,
o que está acontecendo?
As flores continuam a florescer a cada dia, o sol nos dá o seu calor diario, as arvóres nos dão a sua
sombra e frescor no verão. A chuva rega nossos jardins e hortas. Vejo frutas de todas a espécies
crescerem, vejo crianças nascendo e percebo que a vida continua maravilhando.
Mas o homem está insatisfeito, inquieto, parece perdido e distante, numa batalha interna,
que nunca poderá sozinho vencer.
Uma solidão sem sentido, um vazio que com nada mais pode ser preenchido.
E aí, paro e penso, mas qual a razão tanta insatisfação e indiferença? Tantas guerras?
Tanta corrupção e ganância, tanto ódio em vão?

Nunca vou compreender a razão de jovens serem treinados
para morrer em guerras, muito menos entenderei a razão do porque
existem guerras. Menos ainda entenderei a ganância pelo poder,
a ganância em se manter no poder, mesmo à custa da morte de filhos e netos,
como por exemplo, no caso de Kadaffi. Que mesmo vendo seus filhos e netos
morrerem, continua se negando a deixar o poder. Deveria simplesmente escolher viver,
cercado pelos que ainda lhe amam e aos quais igualmente deve amar.
Mas jovens mentes são deformadas, mentiras lhe são ensinadas,
a corrupção e insatisfação da alma é assim insatalada.
Repentinamente, o amigo parece ser inimigo, o irmão um traidor,
não mais percebe, que ainda existe o amor

Nunca compreenderei porque irmãos matam irmãos, pais matam filhos e
o contrário também acontecer. Nunca entenderei a razão de existir tanto ódio,
e tanta indiferença neste mundo.
Nunca entenderei como tantos vivem com tanto, sempre querendo mais e mais, nunca
estando satisfeitos, enquanto tantos agonizam na miséria e na fome.
Tantos nem se importam com a fome de seus irmãos, passam adiante, não olham, nem querem perceber. Indiferentes, apenas se importam em sempre mais enriquecer.
Mesmo sendo às custas da miséria e sofrimento de muitos, não se importam, ignoram e fingem nem perceber.

Tanta coisa nunca vou entender.

Nunca vou compreender porque as drogas foram criadas para destruir a vida e o futuro de tantos jovens e crianças. Nunca vou entender porque jovens meninas crianças se prostituem, apenas por sonhos sem sentido e irreais.
Nunca vou entender porque pais não mais se importam e filhos cada vez mais ignoram
seus pais. Nunca vou enteder porque existem tantos orfanatos, tantos asilos, cada vez mais abrigos superlotados de animais, e a crueldade e indiferença apenas aumentar.
Nunca vou entender porque tantos querem apenas ser feliz, quando nem mais sabem o que significa ser feliz.
Humildade, fé, simplicidade, se importar, estender a mão, dar carinho e abrigo, sorrir, conversar,
olhar nos olhos, apertar a mão, dar um abraço, agradecer e amar a Deus. Sei que são estes os verdadeiros tesouros que se perderam em algum lugar.
A razão? Nunca vou compreender!

Se eu pudesse, daria a cada ser humano um livro, seria um livro em branco, o autor, seria cada um de nós,
teria tantas páginas quanto os dias da nossa vida. E cada um, diariamente o completaria.
Cada dia seria um capítulo. Cada dia uma aventura de mistérios, segredos, lembranças e um pouco de monotonia.
Se eu pudesse, iria ler a todos, assim talvez, quem sabe eu compreenderia!

Mas é sonho impossível, resta então apenas seguir meu caminho,
e entre tropeços em pedras e feridas dos espinhos,
vou recolhendo pedaços daquele tesouro que foi perdido.
Distribuo lágrimas e sorrisos, estendo a mão, sempre que posso dou carinho e abrigo, e agradeço a Deus em humildade.
Sim, um dia chegarei ao fim da jornada,
quem sabe amanhã ou depois,
mas enquanto seguir, mesmo algumas vezes sofrendo,
sempre os verdadeiros tesouros estarei recolhendo.
Os guardarei na bagagem da lembrança
e um dia, para alguém serão a minha herança.
(Siegmar)

Um comentário: