''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




terça-feira, 12 de abril de 2011

...E OS DEUSES ERAM ASTRONAUTAS!

A ciência e a tecnologia provém de Deus. Bastaria ao homem ter fé, e poderia mover montanhas do lugar, apenas com suas palavras. Não seria necessário destruir o mundo para obter algo tão simples como a energia por exemplo. Mas a tecnologia foi obtida por outros meios.

A ficção foi o melhor meio encontrado de preparar o homem para a realidade.
Se voltarmos um pouco no tempo, será fácil entender melhor este ponto de vista.
Claro que nem tudo é revelado na ficção, apenas pequenas verdades em meio a
um amontoado de invenções e pontos cruciais para desviar a atenção ou
os pensamentos,
exatamente naquele pequeno momento, onde repentinamente você pensa, ou
acredita ter
visto ou escutado algo que de alguma maneira já lhe é familiar. Aquela velha sensação: EU JÁ VI ISSO ANTES.Júlio Verne é suspeito, não podemos mais classificar seus livros como ficção.
Da terra à lua, Vinte mil léguas submarinas e outros tantos, há muitos ja viraram realidade.
O mesmo eu diria de Däniken e seu livro Eram os deuses astronautas.
Muitas pequenas coincidências. Coincidências demais eu diria.

Assim, diante de novidades ou invenções futuristas, tudo é aceito de
maneira normal,
sem perguntas, sem questionamentos, apenas aceitamos o que nos é ofertado.
De onde vem, como foi obtido, qual o verdadeiro objetivo, quantas
vidas custou, qual a verdadeira
origem de toda esta tecnologia, isto, não vem mais ao caso.

Lembro hoje, de um dos episódios da antiga série Jornada nas estrelas,
onde em certo momento,
Spock segura na mão, o que hoje chamamos de DVD e coloca em algo que hoje chamamos de
computador. Interessante, isso foi na década de 60, bem antes até do
video cassete.O intercomunicador deles, alguns devem lembrar, era uma cópia quase
exata dos nossos
atuais celulares. Isso numa época onde até os telefones sem fio ainda
eram quase totalmente
desconhecidos.

Mas existem exemplos mais precisos entre a realidade e a ficção.
Mesmo em filmes menos pretenciosos, como em MIB, (Homens de Preto)por exemplo, algumas coisas nos foram sutilmente reveladas.É brincando que se dizem as grandes verdades. E MIB realmente revelou informações sérias, principalmente no que diz respeito em como obter tecnologia cada vez mais apurada, mas, limitada.
Contatos Imediatos de Spielberg,Em Contatos Imediatos Spielberg deu uma lição de realidade. Em meio a fantasia, soube explicar algumas coisas quase inexplicáveis. Muitas vezes não são as imagens que nos revelam fatos, mas sim os simples diálogos, aos quais muitas vezes deixamos de ouvir devido ao mundo de imagens que é praticamente jogado em cima de nós.
ET, também do mesmo diretor, igualmente foi uma maneira encontrada para nos alertar e mostrar um pouco de segredos. Duna foi um outro filme que ousou. Mas sem dúvida o livro foi bem melhor em detalhes. Alguns livros são na realidade uma recontagem de histórias que conhecemos, e nessas recontagens, algumas vezes as explicações se tornam mais objetivas e explicativas.
Matrix foi outro exemplo, assim como, Contato de Carl Sagan.Sagan nos revelou muita coisa, deixou dicas e grandes revelações.

Estes são apenas alguns exemplos.
Existem verdades ainda mais
assustadoras que são mostradas e insinuadas, pois a qualquer momento
muitos segredos serão revelados.
Existem danos que poderão ser causados e, sabendo disso, estas pequenas
revelações que a ficção nos oferece, é ao mesmo tempo uma certa
maneira dada, para que alguns enfrentem melhor alguns acontecimentos que estão
para serem revelados.

Sei que é díficil entender, mas nem sempre a imaginação do homem vem somente da
imaginação. Em geral, na maior parte das vezes, ela surge de fontes. Segredos
cuidadosamente revelados, quando nunca deveriam ser revelados.

Uns se aproveitam destes segredos e, em filmes e livros, nos
transmitem pequenas partes
do que sabem. Apenas fragmentos, que se investigados a fundo e
confrontados com a realidade,
terão sido apenas mera coincidência.

Steven Spielberg é campeão nestas pequenas coincidências. J.J.
Abrahans também. Aconselho desde
já a ninguém perder o novo Super 8.O filme irá estrear dia 09 de
setembro deste ano e em meio a
ficção, encontraremos algumas verdades. Basta ficar atento, muito
atento, nem tudo neste filme se
trata de ficção. Talvez, a maior ficção do filme, seja tão e
unicamente a data escolhida para a
época da história.

A ficção nos acompanha a mais de dois mil anos. Sem a menor dúvida,
o maior livro de ficção já escrito se encontra no livro final da Bíblia.
Uma ficção real que nos aponta para um futuro incerto e real.
O próprio livro é chamado de O Livro do Apocalipse.
Não é necessário muito conhecimento nem inteligência para decifrar o mesmo.
Acredito no livro e as passagens que nos fala dos dois anjos acorrentados, que nos revelam o nome de Abadom ou Apoliom, e da estrela Absinto, são mais do que significativas.
Coisas estão para acontecer e coisas já aconteceram e outras estão acontecendo agora.
Na época em que foi escrito o vocabulário atual não existia, não podemos esquecer
disso. Assim, as imagens de terror reveladas e descritas podem parecer irreais para
alguns, mas basta atualizar algumas passagens e temos a história atualizada a nossa frente. Os Maias sem dúvida se inspiraram nestes conhecimentos que chegaram até eles, o filme 2012 igualmente revela pequenas coisas entre as mentiras. Alguns sabem bem mais do que dizem, isso é fato. E existe todo um sentido em não revelar alguns conhecimentos, afinal, alguém conhece um povo mais histérico do que o povo da terra?

Sabemos que o livro nos conta sobre o confronto do bem e do mal.
Duas forças poderosas e muito destrutivas quando confrontadas. Sabemos que Jesus não é
deste mundo, Ele mesmo nos diz isso inumeras vezes na Bíblia, fala isso diretamente aos
seus apóstolos e seguidores."Vós sois cá de baixo, eu sou lá de cima; vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo". (João 8,23).
Nos conta também que a casa de Deus tem muitas moradas e acima de
tudo, subiu aos céus perante muitas testemunhas.
Ora, alguém realmente acredita, que Deus em sua onipotência, tenha criado um universo com200 bilhões de galáxias, apenas para nos dar o prazer de sermos os únicos neste universo? E nós somos os verdadeiros inventores desta tecnologia dos últimos 50 e poucos anos? Engraçado como de 1947 para cá, repentinamente inventamos tanta coisa. Teria alguma coisa a ver com Roswell? Ficção?

Ficção é real. A Bíblia é real. Nossa criação é real, Deus é real,Jesus é real, e a nossa destruição pela nossa prepotência e
indiferença também sera real.
(Siegmar)

Nenhum comentário:

Postar um comentário