''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




quarta-feira, 13 de abril de 2011

UMA PEQUENA NOTA SOBRE DEUS NO JORNAL

Preciso admitir que fiquei feliz por terem publicado esta pequena nota abaixo, na edição de hoje.
Cada vez menos encontramos algo sobre Deus nos jornais e na mídia. Nossas escolas aboliram os ensinamentos religiosos, pena que junto com isso, aboliram igualmente nosso Deus.
O sistema de ensino anda mais preocupado ultimamente em distribuir cartilhas sobre orientação sexual inadequada e duvidosa, ao invéz de lembrar e ensinar nossos jovens e crianças sobre a lição de bondade, humildade e respeito deixada por Jesus Cristo.



É constrangedor falar sobre Deus?
Após a tragédia ocorrida numa escola do Rio de Janeiro, onde 12 crianças foram fria e estupidamente assassinadas, muitas teorias estão sendo divulgadas por "especialistas", médicos, psicólogos, psiquiatras e orientadores educacionais. Teorias sobre quem era o assassino e o que o teria levado a cometer este bárbaro e insano ato de violência. Impotência sexual, esquizofrenia, retardo mental, era estranho, solitário, era isso e aquilo. Enfim, mil teorias hipócritas e falsas. Nenhuma única vez se falou na verdadeira razão por trás desta crueldade. Nenhuma vez! Falar e admitir a existência de Deus se tornou constrangedor para todos. As pessoas, principalmente estes grandes "especialistas", sentem vergonha de não admitir que a causa principal é a total e simples falta de acreditar em Jesus Cristo, acreditar em Deus. Não estou falando aqui de religiões ou ensinamentos religiosos hipócritas, que impõem um Deus cruel, castigador, mas um Deus que morreu por nós e por nossas fraquezas. Matamos Jesus uma vez, e continuamos a matá-lo mais a cada dia.
Siegmar Metzner, Curitiba
JORNAL O ESTADO DO PARANÁ ONLINE
EDIÇÃO 13/04/2011

Um comentário:

  1. Este texto ficou maravilhoso. Como você disse, ninguém encarou esse lado. E é o principal.

    ResponderExcluir