''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




sexta-feira, 1 de abril de 2011

OS FANTASAMAS DA ASSEMBLÉIA CONTINUAM A ASSOMBRAR!

Mesmo depois da mudança de direção e depois de todas as falcatruas acontecidas na nossa Assembléia, a impunidade e o lixo humano continua por lá. Nada, absolutamente nada mudou, uma vez cafajestes, eternamente cafajestes.
E é sobre este assunto que Teresa Ibañez nos brinda mais uma vez com um maravilhoso texto publicado no Jornal O Estado do Paraná Digital, na edição do dia 01/04/2011.

Políticos e politicagem
Nossa classe política se supera a cada dia. Numa das sessões da Assembleia, o deputado Fábio Camargo, que não se encontrava em Curitiba, teve sua presença confirmada pelo painel eletrônico. Alguém apertou o botão para ele. Como na escola, quando o aluno falta à aula e o companheiro responde a chamada para ele. Mas não se sabe quem foi e também não é preciso saber. Fica assim mesmo. Esse é o exemplo que nossos políticos dão à população e, principalmente, às crianças. Isso é fraude, mas uma a mais não tem importância. No início do ano, após o fabuloso aumento de salário deles, de 90%, houve um rebuliço. Iriam investigar as possíveis fraudes e tudo seria transparente naquela casa. Mas não é isso que vemos. Nada foi feito e continua do mesmo jeito. Quanto ao nosso Paraná, o litoral está destruído, estradas em péssimas condições de tráfego, violência pelas ruas e até em escolas, hospitais sem as mínimas condições de atendimento, falta de profissionais e de equipamentos. Enquanto isso, o eleitor enfrenta horas e horas nas filas para ser atendido. E nossos políticos não se preocupam. Talvez porque saibam que para eles não existem punições e que, nas próximas eleições, esse mesmo povo que hoje sofre, amanhã votará neles outra vez.

Teresa Ibañez, Curitiba
Jornal O estado do Paraná digital
01/04/2011

Um comentário: