''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




quinta-feira, 6 de junho de 2013

MAIS UMA VEZ APENAS UM PROJETO OU SERÁ VERDADE?


Com o objetivo de esterilizar 6 mil cães pertencentes a famílias de baixa renda de Curitiba no prazo de um ano, tem início nesta quarta-feira (5) a 1º Campanha Municipal Gratuita de Castração de Cães.

A campanha é  dirigida a cães pertencentes a famílias em situação de vulnerabilidade social cadastradas em programas da Fundação de Ação Social e também famílias realocadas pela Cohab de áreas de risco. Protetores independentes que atendem cães em situação de risco também serão atendidos pela campanha.
A equipe da Rede de Defesa e Proteção Animal irá agendar os procedimentos, que serão realizados em três clínicas conveniadas.
“Nossas principais metas são o combate aos maus tratos, o investimento na educação com foco na proteção animal e as castrações”, afirma o diretor do Departamento de Pesquisa e Conservação de Fauna da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Alexander Biondo.
Lançada no fim de 2012, a 1º  Campanha Municipal Gratuita de Castração de Cães habilitou três clínicas, após processo licitatório. O valor investido pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente é  R$ 1,2 milhão -recursos do Fundo Municipal do Meio Ambiente.
As clínicas e hospitais contratados, além da cirurgia de esterilização, devem arcar com exames e medicamentos. O procedimento cirúrgico será  feito em cães de ambos os sexos com no mínimo 150 dias de idade, não existindo idade máxima do animal para a realização da cirurgia.

(Fonte - Edição de ontem do jornal Paraná Online)

Comentário
A intenção é boa, no papel parece maravilhoso, mas será que irá mesmo acontecer?
Se os cães forem buscados no local e devolvidos ótimo, mas ninguém que espere que estas pessoas de baixa renda se dignem a levar seus cães até os locais de castração. Não estou generalizando, mas seria um em cada cem que o faria, e olha lá.
Experiência própria, já castrei muitos cães de "pessoas carentes" e a desculpa sempre foi a mesma, ( não tenho condições de levar) Codições até teriam, mas a preguiça e a falta de vontade sempre é maior.
Outro problema é o pós operatório, especialmente com as Fêmeas que precisam de medicamento e de um local seco, quente e seguro, pelo menos nos três primeiros dias após a cirurgia, quem irá garantir isto?

Seja como fôr, sou a favor do projeto, contanto que seja levado a sério e não mais apenas uma forma de
enganar a população ou usar o dinheiro do projeto para outros fins, coisa típica dos nossos governantes.
(Siegmar)

Um comentário:

  1. Concordo plenamente com você. Infelizmente, tenho dúvidas quanto ao sucesso do projeto.

    ResponderExcluir