''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




terça-feira, 15 de maio de 2012

FRAGMENTOS, APENAS FRAGMENTOS

Brasil Carinhoso? Só se fôr com Cuba, Bolívia e Venezuela.
Cadê o "Fome Zero"?
Cadê o "Brasil sem Miséria"?, Esqueci, os "cumpanheiros" todos realmente enriqueceram 20 vezes em quatro anos.

Mas vamos lá, Dilma é "tão boazinha", não é?
Lula então nem se fala, são tantos títulos de "dr.honoris causa" que se contar, a total nem cabe mais em sua conta bancária.
Mas, o povão aplaude, não enxerga, talvez o grande Neimar esta ofuscando seus olhos. Enquanto os gatos tomam o seu leitinho, os ratos fazem a festa. É sempre assim, mas, como sempre digo, eu sei, eu vi e estive lá.
Vamos ver o que irá acontecer quando a merda realmente começar a explodir.
Faltarão caixões, ou será que não? Será que o nosso governo também já se preparou para o quem vem pela frente?
Ao menos os americanos irão receber um funeral "meio" agradável. Afinal, dividir o espaço do caixão com mais três amigos, vizinhos ou irmãos, deve ser mais agradável do que ir sozinho, não concordam?
Por qual razão será, que uma organização compra e estoca 1 milhão de caixões, cabendo quatro em cada um?
Que legal, já pensaram, cabe uma família inteira dentro de um destes.
Será que sabem de algo que não querem nos contar?
Serão todos cremados ou enterrados?
Não seria mais fácil valas comuns? Afinal não irão sobrar muitos para se lembrar de quem era quem.
Você escuta rumores, percebe pequenos detalhes aqui e ali, mas quem se importa, não é mesmo? A vida continua, até quando eu não sei dizer, mas ela continua e continuará. Afinal, será necessário que sobrem alguns para enterrar seus mortos.
Porém, me falaram, ou melhor existe um livro que conta que os corpos irão simplesmente virar esterco nos campos. Não sei por qual razão, acredito mais nesta versão.
A velha Grécia. Encantadora como sempre. Incrível o que está acontecendo por lá. Esse negócio do euro, a completa falência, quem diria. E há outros no mesmo caminho, Espanha, infelizmente a querida Espanha está igualmente a beira do colapso e poucos se dão conta disso. Quem mais? Ah, sim, a doce Itália.
Aparências enganam. É só o começo,
mas a catástrofe da qual falo, aquela para a qual os caixões irão servir, será outra, virá acompanhada da falência financeira sim, mas será apenas uma desculpa para o que vai acontecer com a grana de todo mundo.
Nossa, consigo ver tanta gente enlouquecida em frente a caixas eletrônicos fora do ar. Vejo tantos bancos de portas subitamente trancadas.
E, acreditem ou não, ainda vai ter gente querendo ver o Neimar jogar, a novela das oito e se preparando para o próximo carnaval, que, não sabem eles, nunca virá.
Mas e a fantasia? Deixe preparada, talvez você possa ser enterrado com ela, se não virar esterco nos campos ou alimento para cães abandonados famintos que perambulam pelas ruas, aqueles mesmos cães, que um dia vocês abandonaram. Eles ajudarão a limpar um pouco da imundice que vocês irão deixar.
Sim, estou sendo pessimista? Não amigos, bem realista, sempre digo e volto a repetir, eu sei, eu vi e estive lá.
Não estou profetizando ou coisa assim, é bem diferente, eu apenas sei. Vejo, escuto e enxergo as entrelinhas. Sei separar o joio do trigo, entendem?
Mas e o dinheiro? Que dinheiro? Alguém ainda acredita que em meio ao caos ele irá servir para alguma coisa? Anarquia, bagunça, quebra quebra , e dinheiro não irá servir para nada, Mais valerá um copo de água, ou quem sabe um pedaço de pão seco?
Alguns poderão até conseguir algo com seu dinheiro, mas serão poucos. Lembro aqui o caso dos perseguidos judeus durante a segunda guerra. Alguns conseguiram subornar e comprar sua liberdade, mas muitos, além de verem suas economias roubadas, acabaram sendo assassinados em campos de concentração e nos fornos de cremação. Poucos, muito poucos tiveram sorte.
Sim, eu vi e vejo a blasfêmia, a hipocrisia, o que está por chegar. Vejo a dor, o desespero e ao longe escuto os gritos dos agora indiferentes e calados.
Quando estamos afastados da falsa realidade que nos cerca, percebemos mais e mais. Algo se aproxima e nos abre a mente, olhos e ouvidos. Quisera estar errado, quisera nunca ter visto, ouvido e estado lá, mas o que fazer?
Quando? Não sei dizer, mas a cada novo terremoto, a cada nova tempestade, as forças adquirem forças e o que se aproxima, se aproxima rapidamente, muito rapidamente.
(Siegmar)



Nenhum comentário:

Postar um comentário