''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




domingo, 6 de maio de 2012

TIKINHA



TIKINHA
Eis aqui uma velha senhora. Tikinha é a mais velha das cadelas aqui de casa.
Ainda era um bebe quando entrou em minha vida, lá se foram 13 anos.
Cresceu, aprontou bastante, incontáveis sofás foram mordidos, mastigados e rasgados.
Incontáveis curativos, pois esta mocinha vivia se machucando pulando cercas e correndo feita doida.
Ela já foi a mais ágil e rápida de todas. Ninguém a alcançava quando corria atras da bolinha que eu jogava.
Hoje, esta velha e idosa senhora ainda adora um passeio, mas é preciso paciência. Passos lerdos e calmos,
frequentes paradas para um descanço, deitar um pouco aqui, outro pouco alí.
Assim é Tikinha hoje. Ainda se assusta quando vê a aproximação de um caminhão qualquer. Deve ainda lembrar,
que um dia foi jogada dentro de uma caçamba de entulhos.
Atualmente o que importa é comer, passear um pouco e dormir. Seus latidos lembram os latidos de uma foca,
são calmos e roucos, mas ainda se faz ouvir.
Tikinha adora um ossinho, aquele tipo palito, vendido em pet shops. Se desse chance, Tikinha comeria um pacote inteiro sem parar.
Quase morreu uma vez, por descuido, não percebi que estava adoecendo e teve piometra, (cancer de útero), mas
sobreviveu a cirurgia de emergência e já se foram mais quatro anos.
Tikinha como quase todos os outros cães tem medo de foguetes, é preciso a acalmar e a recolher quando festividades se aproximam.
No mais, seu caráter é ser dócil e adora carinho. Bom dizer ainda que a senhora não tem mais muita paciência com os mais jovens que vivem pulando por cima dela. Mas não morde, apenas late e reclama, como um simpática vovó que apenas quer sossego e silêncio.
Talvez se lembra da sua mocidade e de quanto era arteira e aprontava.
Tikinha me lembra as amigas que já se foram e com as quais cresceu junto e brincava, Xiquita e Kika eram a sua companhia, principalmente a Xiquita, que algumas vezes mais parecia ser sua irmã mais velha.
Desta turminha, que foram os primeiros que entraram em minha vida, só restou ela e o pequeno e velho Espetinho.
(Siegmar)

Nenhum comentário:

Postar um comentário