''DO NOT ABANDON YOUR BEST FRIEND''

O CÃO É O ÚNICO QUE NÃO SE IMPORTA SE VOCÊ É RICO OU POBRE, BONITO OU FEIO. O CÃO É O ÚNICO QUE REALMENTE SENTE A TUA AUSÊNCIA E SE ALEGRA DE VERDADE COM O TEU RETORNO, PORTANTO, JAMAIS ABANDONE SEU MELHOR AMIGO.



UM RAIO DE LUZ

''UMA ANTIGA LENDA DIZ QUE QUANDO UM SER HUMANO ACOLHE E PROTEGE UM CÃO ATÉ O DIA DE SUA MORTE, UM RAIO DE LUZ, QUE NÃO PODEMOS ENXERGAR DESTE PLANO DA EXISTÊNCIA, ILUMINA O CAMINHO DESTE SER PARA SEMPRE!''




terça-feira, 22 de maio de 2012

UMA PEQUENA ESTRELA CADENTE CHAMADA PLOC

A VIDA É EFÊMERA E FRÁGIL

Dia 16 do mês passado, acordei com o choro de filhotes de cachorro. Cinco horas da manhã, neblina, semi escuridão e frio. Lá estavam eles, na calçada. Mal podiam andar, mal haviam desmamado, mal conseguiam se alimentar por conta própria.
Plic e Ploc, o nome logo me veio a cabeça ao os recolher. Tão filhotes, mal sabiam eles que já eram vítimas do abandono e da indiferença, cada vez mais comum na assim chamada vida.
Mas sobreviveram, ao menos conheceram o que realmente deveria ser a vida, como ela deveria ser, para todos, humanos e animais. A vida de nossos pequenos amigos de quatro patas realmente é rápida e passageira como uma pequena estrela cadente.

Duas semanas depois, mais dois foram abandonados no mesmo lugar. Brad Pet e Ursinho.

Domingo levei os quatro para a feirinha de adoção, para lhes encontrar um novo e definitivo lar, onde pudessem encontrar a continuação da vida digna e do carinho que lhes proporcionei durante este mês e semanas em que ficaram comigo.
Brad Pet e Ursinho tiveram esta sorte, encontraram pessoas que os amaram desde o primeiro instante em que os olharam.  Ja Plic e Ploc, tiveram a sorte de voltar comigo para casa.

Mas hoje eu perdi o pequeno Ploc. Ele saiu para brincar com os cães mais velhos, como fazia todos os dias, mas infelizmente, uma brincadeira mais agressiva de algum dos outros o machucou, furando sua pequena traquéia.
Sei que não foi intencional, pois todos os cães sempre respeitaram e brincaram com os filhotes que chegavam, nunca machucaram nenhum antes e já estavam acostumados com os pequenos Plic e Ploc, por isso sei que foi sem querer. Ploc não resistiu, segundo a veterinária, sua morte seria longa e dolorosa, melhor seria a eutanásia. Assim o pequeno cometa passou. Pela manhã ainda pensei que talvez Ploc fosse ficar para sempre comigo, cheguei a dizer isso a ele, mas na hora  não soube interpretar o pequeno olhar e movimento de sua cabecinha ao olhar para mim. Agora sei, foi uma despedida.

Mas nestes 70 dias de vida, Ploc viveu intensamente. Ploc realmente conheceu como a vida deveria ser para todos os animais. Recebeu amor, carinho, segurança e pode por dias brincar até a exaustão com outros de sua espécie e seu pequeno irmão Plic.
Ploc foi feliz e jamais irá conhecer o lado cruel que a vida pode oferecer e oferece para tantos animais.
Ploc se foi, mas como a cauda de uma pequena estrela cadente, deixou alegria e levou todo o carinho que precisava conhecer.
Ploc foi se juntar aos outros pequenos amigos na Ponte do Arco Iris, lá, deve estar brincando e correndo com a turma toda e conhecendo milhares de outros pequenos Plocs, que diferente dele, jamais conheceram aqui neste mundo, o que é um carinho, amor, uma carícia ou sequer um afago.
(Siegmar)

2 comentários:

  1. Maravilhosa homenagem, mas confesso que fiquei triste. A vida tem dessas coisas. Quando eles se vão deixam um vazio dentro da gente.

    ResponderExcluir
  2. Lieber Sieg,
    Com certeza você deu a ele a melhor vida possível! Foi curta, mas intensa!
    Ele estará sempre com você, em seu coração! Renata

    ResponderExcluir